Destinos

Muitos brasileiros sonham em percorrer o Caminho de Santiago. O roteiro histórico, que passa por diferentes países europeus, atrai visitantes do mundo inteiro interessados em uma jornada de reflexão e aventura. Para quem está se organizando para fazer o Caminho de Santiago, uma opção para se preparar e começar a sentir o gostinho deste tipo de viagem é fazer primeiro o Caminho do Sol.

A caminhada

Localizado no interior de São Paulo, este caminho oferece diferentes versões, dependendo do tipo de locomoção escolhida. Para os peregrinos (pessoas que fazem a viagem caminhando) o trajeto passa por 12 cidades, somando 214 quilômetros, que, normalmente são percorridos em 11 dias.

A caminhada começa em Santana de Paranaíba, na Grande São Paulo, e o caminho segue até a cidade de Águas de São Pedro, sendo finalizada exatamente na “Casa de Santiago”, perante uma imagem do Apóstolo Tiago, inspiração para o Caminho brasileiro e para o Europeu. Nos dias mais leves, os peregrinos percorrem 14 km, enquanto nos dias mais puxados, as caminhadas somam até 28 km.

De acordo com a organização do Caminho do Sol, o trajeto está distante de áreas urbanizadas e, por isso, passa por muitas terras particulares. Por não ser, então, um caminho público, os aventureiros precisam respeitar regras e normas determinadas pelos donos das propriedades que estão no caminho. Isso, no entanto, não é nenhum impeditivo. Para garantir a segurança em todo o percurso, os peregrinos precisam respeitar as datas de saída dos grupos (que você pode consultar aqui). Além disso, é necessário se inscrever no site da organização Caminho do Sol para que seja possível fazer a reserva no grupo, as hospedagens e para que os organizadores possam informar os proprietários por onde o grupo passa sobre os integrantes que farão a caminhada.

Bicigrinos

Assim como acontece no Caminho de Santiago, muitos viajantes optam por fazer essa jornada de bicicleta. Neste caso, a versão paulista do Caminho tem quatro opções diferentes de rotas. A mais longa delas, chamada de Rota Laranja, tem 5 dias de duração e 138 quilômetros de distância. A Rota Vermelha, é a mais rápida entre todas as opções, mas isso não significa que elas seja mais fácil. São 241 km e em um dos dias, o ciclista precisa pedalar 96 km.

Diferente dos peregrinos, os bicigrinos não precisam iniciar o caminho com um grupo ou com data marcada. É possível começar a viagem em qualquer momento. No entanto, a organização Caminho do Sol pede que todos os viajantes se cadastrem antes de iniciar a viagem, para que seja possível informar os donos das propriedades por onde o roteiro passa e já fazer as reservas de hospedagem e restaurantes. Ao se inscrever, todos os participantes recebem instruções sobre os cuidados e normas a serem seguidos em todo o roteiro.

Veja abaixo o vídeo com instruções para quem vai fazer o Caminho do Sol de bike:

Clique aqui para mais informações.