Férias de final de ano estão chegando, e você ainda não sabe qual será o destino da sua próxima aventura?
A The North Face te dá algumas dicas de destinos para o final do ano, que nunca decepcionam:

Hoje em dia, uma estação de ski é, na verdade, um centro de lazer, que recebe turistas de todas as idades, interessados nas muitas atividades possíveis de serem feitas em lugares de montanha – entre eles, os esportes de neve, como o esqui e o snowboard. Seguem algumas dicas para os que gostam deste tipo de aventura:

Aspen – Estados Unidos
A cidade fica a 360 km de Denver, a capital do estado do Colorado é um dos nomes mais famosos do Turismo de Neve, e esta notoriedade tem seus motivos: a região é lindíssima, o clima do Colorado é famoso por seu céu azul & ensolarado, com poucos dias de chuva no inverno – e isso passou a atrair visitantes desde o início do século XX, que queriam conhecer e curtir aquele vilarejo no meio das montanhas, onde os colonizadores haviam encontrado prata e cobre, e estabelecido uma povoação de garimpeiros e mineradores.

A área de Aspen oferece 4 montanhas distintas, ligadas por um sistema ônibus circulares grátis – os shuttle – todas elas com enorme área esquiável e características distintas:

Aspen Mountain : com 76 pistas e diversas áreas de fora-de-pista. Não tem áreas de pistas para iniciantes – as pistas são todas vermelhas, pretas ou double-blacks.
Aspen Highlands: a cerca de 4 km do centro de Aspen Village; muito utilizada pelos “locais”: tem 118 pistas, a maior parte delas de dificuldades média/alta e alta. Ao pé da montanha, um pequeno povoado, com casas, resort e algum comércio.
Buttermilk: a 8 km do centro; uma montanha especialíssima para iniciantes, com 44 pistas – a maior parte delas verdes e azuis, permitindo aos begginers esquiarem desde o topo até à base, algo muito raro no mundo da neve. Algum resorts ao pé da montanha, e comércio básico.
Snowmass: a 14 km do centro, uma montanha enorme, com grande área esquiável e 94 pistas para todos os gostos e níveis de habilidade dos esquiadores e snowboarders.

E uma dica ótima: Se você nunca tentou praticar um esporte na neve, com certeza esse é um excelente lugar. Aspen reúne cerca de 1.100 instrutores de esqui e snowboard treinados para garantir as melhores férias de sua vida. Muitos falam português ou espanhol.

Confira o vídeo da temporada de 2015: http://vimeo.com/100433190

Vail – Estados Unidos
A estação impressiona a todos pelo que oferece aos praticantes de ski & snowboard: além de estar num estado e numa região conhecidos por sua condição climática super-favorável – o famoso “blue Sky” do Colorado, com seus muitos dias de sol, e neve powder – a área esquiável é enorme; é servida por um grande número de meios de elevação modernos; oferece diversas confeitarias de montanha, aconchegantes e bem atendidas; escola de ski & snowboard conhecida e respeitada no mundo da neve.

De novembro a abril, período da alta temporada de inverno, Vail recebe visitantes dos mais variados perfis, de crianças a idosos, de esquiadores mais veteranos até turistas que nunca viram um floco de neve. Todos em busca de diversão com a prática de esqui, snowboard e outras atividades ( e meu amigo.. quanta atividade! Só tem programação bacana pela cidade! ). As crianças amam a estação, já que as áreas de entretenimento na neve para os pequenos não param de crescer.

Confira o vídeo da temporada de 2015: https://www.youtube.com/watch?v=hKZzxn_m9u4#t=61

Para os que dispensam um frio e preferem aventuras com mais trekking e montanhismo, seguem algumas dicas:

Machu Picchu – Peru
Machu Picchu segue como um dos destinos mais procurados por mochileiros de todo o mundo, sobretudo por brasileiros. Há gente que já foi e volta e há os novos viajantes com o sonho de conhecer um dos mais belos lugares da América do Sul. Magnífico e de indubitável importância histórico-cultural o local é o ponto mais visitado do Perú (e talvez da América do Sul).

O trajeto clássico da trilha inca dura quatro dias e três noites. Ele começa em Piscacucho, no km 82 da estrada de ferro à margem do rio Urubamba, que leva a Águas Calientes, povoado mais próximo de Machu Picchu. Também é possível entrar na trilha um pouco mais à frente, em Qorihuayrachina, no km 88. Esse roteiro tem cerca de 45 km e passa por ruínas incas e belas paisagens. Há também roteiros mais curtos, de dois dias, que saem do km 104 da estrada.
Os tours costumam incluir de seis a oito horas de caminhada por dia. A pausa para o repouso noturno é feita em acampamentos. O tour permite o contato com a natureza em uma versão conforto com direito a camas, serviço de massagem e aperitivos.
Em geral, o turista se responsabiliza por levar apenas uma mochila com artigos pessoais. Independentemente da previsão do tempo leve sempre roupas para calor e frio. Protetor solar e repelente também são indispensáveis.

Trilha alternativa
O caminho de Salkantay é uma alternativa mais confortável para a trilha inca tradicional. Apesar de não possuir calçamento inca ou sítios arqueológicos, o caminho também era percorrido pelos incas. O ponto mais alto da trilha, que dura pelo menos cinco dias, fica a 4.600 metros de altitude, o que requer fôlego. Mesmo assim é um caminho considerado mais fácil do que a trilha inca.

O ponto positivo do caminho são as maravilhosas vistas, com montes nevados, matas fechadas, vales, rios e cachoeiras. Ao todo são 55 km de trilha.  Porém, o caminho não desemboca em Machu Picchu. Para chegar ao santuário os turistas normalmente pernoitam no povoado de Águas Calientes e depois seguem por uma estrada de terra até Machu Picchu. Este último trecho também pode ser feito de ônibus.

Entre outras opções de trilhas que podem ser feitas em Macchu Picchu.

São Pedro de Atacama – Patagônia
O Deserto de Atacama é um dos mais famosos Patrimônios Naturais do planeta, e não faltam motivos para isso: é o mais alto e o mais seco deserto do mundo, com 1.000 km de extensão, que acompanham a estreita faixa de terra que, ao norte do Chile, existe entre o Oceano Pacífico e a Cordilheira dos Andes.

As paisagens são belíssimas, e por isso atraem visitantes de todo o planeta: Atacama é um dos pontos turísticos mais visitados do Chile.
As belezas naturais – que são sempre motivo para fotos incríveis – são muitas, e também são objeto de passeios muito bem organizados e conduzidos pelo pessoal de San Pedro de Atacama, que vive desde turismo que fala todo o tipo de línguas: os muitos vulcões – o Vulcão Ojos del Salado, com seus 6.885 m de altitude é o vulcão mais alto do mundo! – as muitas lagoas que aparecem no meio do nada, num solo absolutamente seco; gêiseres, vales, salares; roteiros de trekking, montanhismo, cavalgadas, veículos off-road e mountain bike em diversos graus de dificuldade, sempre com apoio e muita organização

Gostou das dicas?
Para mais informações, acesse o site do Point da Neve (http://www.neve.com.br/) e #explore os pacotes disponíveis, além de vários outros destinos que poderão te agradar.
Ao fechar algum pacote no Point da Neve, você ganhará benefícios exclusivos no site The North Face Brasil.

Never Stop Exploring
thenorthface.com.br

Escrito por admin