Se você pretende subir montanhas de altitude mas nunca praticou esportes outdoor, aqui vão algumas dicas para você:

  1. COMECE PELO COMEÇO! Montanhas como Aconcágua ou Kilimanjaro não são bons lugares para você ter o seu primeiro contato com altitudes. Sempre escolha montanhas menores das que você vai escalar.
  2. CONHEÇA O BRASIL! Se você acha que o Brasil não tem montanhas, você está errado! O Brasil é repleto de montanhas, inclusive várias difíceis. Nossas montanhas no entanto não têm neve, porém são mais acessíveis e mais baratas. Praticar montanhismo no Brasil lhe dará uma bela perspectiva do que você vai enfrentar e vai esclarecer muitas dúvidas. O ideal é você realizar travessias como Petrópolis-Teresópolis (RJ) ou a Serra Fina (MG), que forçam você fazer o percurso até o fim. Ou seja, se você chegou na metade e cansou, não tem jeito, a saída mais fácil é continuar. Isso é um ótimo treinamento para altitudes!
  3. REDUZA O NÚMERO DE TÉCNICAS NOVAS com que você vai lidar no roteiro que você escolheu. Por exemplo, se você nunca acampou, nunca carregou uma mochila, nunca passou tanto tempo longe de casa, certamente vai sofrer quando for para a altitude pela primeira vez. Pratique cada uma dessas atividades antes, o Brasil tem muitas opções!
  4. FAZER UM CURSO OU CONTRATAR UM GUIA é a melhor opção se você deseja ter o seu primeiro contato com a altitude com segurança. No entanto CUIDADO pois está cheio de guias inexperientes por aí. Vá atrás da experiência de cada um e escolha aqueles que forem mais especializados em cada região.marmolejo_DSC04270
  5. VOCÊ VAI USAR O MESMO EQUIPAMENTO tanto nas montanhas brasileiras como nas montanhas de altitude do exterior. Existem equipamentos básicos como as 3 camadas para o tórax (segunda pele + fleece + jaqueta impermeável) que é o mesmo sistema usado se você quiser escalar algo grande como o Everest. Lanterna, bastão de trekking, bota de trekking, calça impermeável, luvas finas etc, são itens que você vai usar tanto numa travessia no Brasil como no Aconcágua, por exemplo. A única diferença nas altitudes é que, algumas vezes, usamos uma camada adicional por cima do equipamento que você vai usar nas trilhas brasileiras, mas no fim das contas a base é a mesma.
Escrito por Maximo Kausch
Maximo Kausch é alpinista, especialista em montanhas de altitude, guia, professor e recordista mundial por ter escalado 83 montanhas com mais de seis mil metros de altitude na região dos Andes. Além de dar cursos de montanhismo e alpinismo, uma de suas grandes missões é desbravar locais ainda inexplorados.