Foto: Antoni Serrano/Flickr - Creative Commons

Se tem uma coisa que combina perfeitamente com trilha, é cachoeira. Uma paradinha para se refrescar no meio de uma caminhada é perfeita para renovar as energias e garantir um combustível extra para ir ainda mais longe. E quando falamos em cachoeira, é impossível não lembrar do estado de Minas Gerais. Lá pode até não ter praia, mas não faltam ótimas opções para se divertir e curtir o calor com muita diversão e água. Por isso, nós escolhemos 5 cachoeiras a menos de 100km de Belo Horizonte, que você pode curtir no fim de semana.

  1. Cachoeira de Paiolinho

Localizada na Serra da Moeda, esta cachoeira está a apenas 60 km da capital, BH. É possível chegar bem perto de lá de carro, em um acesso pela BR – 040, na direção do Rio de Janeiro. A queda d’água tem quase 10 metros de altura e uma água cristalina.

  1. Cachoeira de Santo Antônio

Chegar a esta cachoeira é um desafio, mesmo para quem vai de carro ou moto. A estrada de terra é mal sinalizada e o percurso se estende por 20 quilômetros. Mas, todo o esforço é compensado quando você se depara com uma cachoeira maravilhosa. Os aventureiros ainda podem fazer uma parada em um restaurante totalmente Off Road no caminho, a 9km da cachoeira.

  1. Cachoeira dos Prazeres

Esta é uma das opções mais distantes e de difícil acesso. Além de estar a 120km da capital mineira, para chegar à cachoeira é preciso pegar uma trilha de nível médio/difícil e o ideal é contratar um guia local. Localizada no distrito de Ouro Preto, esta é apenas uma das várias cachoeiras da região.

  1. Cachoeira Véu da Noiva

Esta cachoeira é uma das mais bem estruturas da região por estar localizada próximo a um camping da ACM. A queda d’água chega a 70 metros e os visitantes ainda têm a opção de um bar, banheiro e até uma piscina natural nas redondezas.

  1. Cachoeira da Ostra

A Cachoeira da Ostra está a apenas 30km de BH. Mesmo estando muito próxima da área metropolitana, no distrito de Casa Branca, para chegar até esta cachoeira é necessário percorrer uma trilha de aproximadamente uma hora. A queda tem, 10 metros, e os aventureiros que chegam até lá se deparam com águas cristalinas e opções de piscinas naturais.

 

Escrito por Thaís Teisen
Thaís Teisen é jornalista, formada pela FIAM-FAAM, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Metodista de São Paulo. É apaixonada por esportes, natureza, música e faz parte do time The North Face de Conteúdo Digital.