Foto: Reprodução/Facebook

Suíça, Estados Unidos e Canadá são alguns dos destinos de esqui mais famosos do hemisfério norte. Os grandes resorts e a excelente estrutura turística atraem visitantes do mundo inteiro. Mas, os três países não são os únicos a oferecerem conforto e muita aventura. A Itália também tem um verdadeiro paraíso para os amantes dos esportes na neve: Dolomites.

A cadeia de montanhas localizada próximo à fronteira entre a Itália e a Áustria possui uma beleza natural imensurável e as mais diversas opções de pistas e neve de qualidade excelente para quem quer sentir o vento no rosto enquanto desce as montanhas.

Para reforçar o que vocês já sabem, nós separamos 8 motivos que vão te deixar com vontade de fazer as malas agora e embarcar para Dolomites.

  1. Uma das maiores do mundo

A estância de esqui de Dolomites é uma das maiores do mundo. São 1.200 quilômetros de pistas, divididas em 12 áreas, com descidas para todos os níveis. O complexo ainda conta com uma estrutura altamente tecnológica, muitas opções de hotéis, eventos e diversas atrações turísticas.

Dolomites2

  1. Paisagem perfeita

A beleza natural de Domolites é tão impressionante, que a cadeia de montanhas foi denominada como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco. Seja fazendo um esporte, em um passeio turístico pela região ou no próprio hotel, você sempre estará cercado por paisagens impressionantes, um céu normalmente azul e um pôr-do-sol de tirar o fôlego.

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

  1. Muitas opções de passes e pistas

Em Dolomites a estrutura turística é algo sério. Por isso, o complexo disponibiliza aos visitantes diversas opções de passes, para os mais diversos tipos de viagem, famílias e também bolsos. A opção mais completa, por exemplo, permite o acesso a todas as 12 áreas de esqui, são mais de 1.200 km de descidas e 30 parques.

  1. Além do Esqui

Dolomites oferece um entretenimento que vai muito além do esqui e do snowboard. Os visitantes podem vivenciar outros tipos de atividades de inverno, como esqui cross-country, passeios de trenó, caminhadas na neve, patinação no gelo, equitação e muito mais.

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

  1. Restaurantes, hotéis e lojas

O complexo de Dolomites é formado por diversas cidadezinhas por onde estão espalhados os mais diferentes tipos de acomodações. As opções vão desde resorts luxuosos até cabanas em fazendas. Além disso, a região oferece uma enorme gama de restaurantes, lojas, adegas e muito mais.

  1. Bem-estar e descanso

Como não dá pra viver só de esqui, quem vai à Dolomites também encontra excelentes estruturas em spa, para descansar, relaxar e se recuperar para aproveitar ao máximo as aventuras que a viagem oferece. É muito fácil encontrar academias, piscinas aquecidas, salas de massagem e muito mais.

  1. Gastronomia

Como não poderia ser diferente, estando na Itália, Dolomites oferece o melhor da culinária local, com pratos tradicionais e receitas reinventadas. Para se ter noção, lá é possível encontrar 14 restaurantes já premiados com estrelas Michelin, o maior reconhecimento gastronômico do mundo.

  1. Fácil aceso

Algumas estações de esqui pelo mundo são excelentes, mas estão em regiões muito isoladas ou de difícil acesso. Este não é o caso de Dolomites. O complexo está a apenas 90 minutos de carro do aeroporto de Innsbruck, na Áustria. Os aeroportos de Verona e Munique estão a 3 horas de distância e os aeroportos de Veneza e Milão estão a 4 horas. Portanto, não faltam opções.

Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook

 

Escrito por Thaís Teisen
Thaís Teisen é jornalista, formada pela FIAM-FAAM, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Metodista de São Paulo. É apaixonada por esportes, natureza, música e faz parte do time The North Face de Conteúdo Digital.