Karina Oliani marcou, mais uma vez, o seu nome no mundo da aventura. No último sábado (20), ela chegou ao cume do Everest pela Face Norte. Quem escala sabe que este é o lado mais difícil da montanha, mas, quando se trata do monte mais alto do mundo, com 8.848 metros de altura, esse desafio ganha ainda mais sabor.

Esta é a segunda vez que Karina chega ao topo do mundo. A primeira vez que a médica, aventureira e apresentadora alcançou o cume do Everest foi em 2013. Quatro anos depois, com apoio The North Face e acompanhada por dois sherpas e um câmera, ela precisou de apenas 20 dias para conquistar mais essa missão.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Apesar de não ser profissional, Karina é uma atleta extremamente versátil e acostumada a praticar diversas modalidades esportivas. Mesmo assim, quando decidiu que embarcaria rumo à Face Norte do Everest, ela precisou intensificar os treinos e se preparar fisicamente, já que esse foi o desafio mais extremo de sua vida.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Além dos cuidados prévios, também existe toda uma preocupação com a logística e, principalmente, com a aclimatação e desafios naturais impostos pela montanha. Para chegar ao topo, é preciso, antes, vencer os acampamentos e ir adequando o organismo para todas as dificuldades geradas pela altitude. Frio, vento e a falta de oxigênio são os principais deles, mas não os únicos. Por isso, estar bem fisicamente e com os equipamentos corretos é essencial!

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Karina já está na missão de retorno do Everest e logo mais ela mesma estará por aqui contando como foi essa aventura.

 

Escrito por Thaís Teisen