Acampar é uma experiência maravilhosa. Estar em contato total com a natureza, fazer uma fogueira, passar horas conversando em volta do fogo e poder dormir sob um céu limpo e estrelado são prazeres que merecem ser vividos a apreciados. Só quem já acampou sabe que as memórias ficam para sempre. Um estudo realizado recentemente pela Universidade de Plymouth, no Reino Unido, mostrou que esta vivência pode ser ainda mais importante para crianças.

De acordo com a análise feita pela instituição, acampar tem uma relação direta com o bem-estar e a educação das crianças. Para a pesquisa, os especialistas contaram com a colaboração do Camping and Caravanning Club, organização britânica com mais de 500 mil associados.

Durante o estudo, a equipe, liderada pela professora Sue Waite, fez uma série de perguntas para entender quais seriam os impactos que acampar teria na vida de crianças de todas as idades, com foco em experiências educacionais, psicológicas e sociais. Entre os entrevistados, 80% dos pais consideraram que os acampamentos têm conexão direta e efeito positivo no desempenho escolar de seus filhos.

A conexão das crianças com a natureza foi ressaltada por 98% dos pais. Além disso, 95% dos filhos parecem ficar mais felizes quando acampam. Segundo 93% dos pais participantes, a experiência também faz com que as crianças desenvolvam habilidades úteis em diversas etapas da vida, inclusive quando se tornarem adultos.

Kemple - TNF Youth Redwoods -3323

Quando relacionaram o acampamento com a escola, os pais disseram que a vivência ao ar livre deixa as crianças mais empolgadas a compartilharem suas aventuras, experiências e aprendizados quando retornam às aulas. O pouco contato com as tecnologias, a liberdade que este tipo de viagem proporciona e a independência adquirida em um acampamento também foram pontos ressaltados pelos pais, com influência direta em diversos aspectos da vida das crianças.

Para a professora responsável pelo estudo, Sue Waite, o mais interessante é que os pais acreditam que acampar ajuda as crianças a compreenderem melhor temas trabalhados dentro das matérias tradicionais nas escolas, principalmente ligadas a geografia, história e ciências em geral. Atividades ao ar livre também colaboram para que as crianças desenvolvam a consciência ambiental e aprendam a respeitar todas as formas de vida.

 

Escrito por Thaís Teisen
Thaís Teisen é jornalista, formada pela FIAM-FAAM, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Metodista de São Paulo. É apaixonada por esportes, natureza, música e faz parte do time The North Face de Conteúdo Digital.