Esportes Produtos e Equipamentos

As bolhas nos pés podem acabar com qualquer aventura. Seja em uma caminhada, trekking ou corrida, ninguém quer passar horas sentindo dor e desconforto por causa de algo tão pequeno, mas tão incômodo ao mesmo tempo. Portanto, existem alguns cuidados que podem ser tomados para prevenir o aparecimento de bolhas e proporcionar maior conforto durante as longas horas nas trilhas.

  1. Use calçados no tamanho correto

É muito comum as pessoas acharem que as botas ou tênis de corrida precisam ser um número maior do que o pé. É verdade que um calçado apertado é totalmente contra-indicado. Mas, usar tênis ou botas grandes demais pode ser igualmente complicado. Enquanto os calçados pequenos apertam os pés e têm, consequentemente, mais atrito entre a pele e as costuras, uma bota grande demais deixa o pé muito solto. Isso lhe obrigará a fazer muito mais esforço muscular, pode sobrecarregar os dedos e as articulações, prejudicar a estabilidade nas passadas e também causar bolhas devido ao movimento dos pés dentro dos calçados. O melhor é comprar tênis e botas no seu número correto. Para ter certeza disso, prove-o junto com uma meia apropriada para corrida ou trekking (pois a gramatura delas também pode variar e prejudicar o conforto) e faça o teste de subir e descer algum local inclinado. Dessa forma é possível perceber como será a reação e conforto dos pés em situações semelhantes à que você encontrará durante a sua aventura.

  1. Atente-se às meias

Quando falamos anteriormente sobre testar o calçado com uma meia apropriada para a atividade física, estávamos falando de modelos desenvolvidos especialmente para os esportes. Na hora de escolher as meias, veja para quais usos ela é indicada e, acima de tudo, observe qual material é o principal em sua composição. As meias de algodão, por exemplo, são proibidas. Elas absorvem muito a umidade do corpo, mas levam tempo demais para evaporar. Caminhar com meias molhadas é a receita certa para o desenvolvimento de bolhas. O mais indicado são as meias de materiais sintéticos de rápida evaporação ou, melhor ainda, as meias técnicas feitas em lã merino. Nós já explicamos todos os detalhes sobre elas e você pode ver tudo aqui. Mas, para resumir, a lã de merino é uma fibra naturalmente eficiente para se adaptar a todos os climas. Ela absorve muito bem a umidade do corpo e também faz com que a evaporação seja muito rápida. Assim, seus pés ficam sempre secos e confortáveis.

meia_trekking
Usar a meia certa faz toda a diferença.
  1. Use proteção nas áreas de mais atrito

Se você observar o seu pé com bastante atenção perceberá que existem regiões mais ásperas ou com a pele mais grossa do que as outras. Isso acontece como forma de proteção do próprio corpo para garantir mais resistência nos locais que costumam ter mais atritos e estão mais vulneráveis. Se o seu trekking ou corrida for muito longo, uma sugestão é proteger essas áreas com um esparadrapo ou micropore. Isso ajudará a reduzir o atrito dos pés com as costuras, prevenindo as bolhas.

  1. Comece a se cuidar antes mesmo da trilha começar

A prevenção é sempre o melhor remédio. Portanto, nos dias que antecedem a trilha, evite usar no dia a dia os calçados que já tendem a deixar os pés mais sensíveis, a fazer calos ou até a fazer bolhas. Hidrate os pés e cuide deles como uma ferramenta essencial para o seu bem-estar em todas as aventuras, seja na cidade ou na montanha.

https://www.thenorthface.com.br/bota?utm_source=banner_blog


Escrito por

Thaís Teisen

Jornalista, formada pela FIAM-FAAM, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Metodista de São Paulo. É apaixonada por esportes, natureza, música e faz parte do time The North Face de Conteúdo Digital.