Dicas

Existem diversos tipos e técnicas para realizar uma meditação. Uma dessas variações é conhecida como “mindfulness”. Diferente do que acontece em outras formas tradicionais de meditação, a Mindfulness não necessita que você para por vários minutos e realmente “esvazie” a mente. A ideia principal desta técnica consiste em se concentrar integralmente no momento que está sendo vivido. Por isso, ela pode ser facilmente praticada juntamente com as mais diversas atividades do dia a dia, inclusive durante os treinos ou em uma aventura propriamente dita.

Quando se trata de mindfulness o principal objetivo é trabalhar a concentração e o foco. Em consequência disso, é possível aumentar a consciência e aproveitar melhor todas as atividades, fatores que proporcionam inúmeros benefícios ao corpo e à mente. A meditação ajuda a melhorar a memória e a reduzir o estresse e a ansiedade, fatores que se refletem em todas as áreas da vida.

Indo para o lado mais prático, aplicar a meditação mindfulness durante uma atividade física é muito simples e pode impactar positivamente o seu desempenho.

Veja algumas dicas e comece a praticar:

  1. Relaxe e tire um tempo para se preparar

Antes de iniciar é preciso ter um preparo. Independente se você vai correr, fazer um treino funcional, escalar ou começar uma trilha, primeiro desligue-se de coisas que podem desviar a sua atenção. Desative as notificações do celular, desligue a música, relaxe e concentre-se na respiração e nos movimentos do alongamento/aquecimento. Isso vai ajudar a dar uma acelerada na rotina e começar o foco no exercício e no próprio corpo.

UTMB - 3
Chamonix – Foto: Tim Kemple.
  1. Atenção à respiração

Essa é uma dica essencial para quem tem dificuldades em se concentrar. Quando os pensamentos começarem a divagar, foque na sua respiração e nos movimentos que o seu corpo está fazendo para realizar a atividade. Se for uma corrida ou caminhada, pense em um passo de cada vez e controle a respiração. Com a atenção voltada para cada movimento, ficará mais difícil manter pensamentos externos. Aos poucos a mente vai se esvaziando, a ansiedade diminui e os problemas ficam para trás.

  1. Mantenha o ritmo (de concentração)

Durante uma atividade física contínua é muito comum o corpo entrar em “modo automático” e os pensamentos fugirem do momento. É muito importante manter o ritmo não só do passe, mas, principalmente, da concentração. Mantenha-se focado na respiração e nos movimentos. Quando perceber que está se perdendo, volte as atenções à respiração e vá, aos poucos, retomando o foco.

Uma observação: essa meditação é muito mais fácil de ser realizada quando a atividade acontece em um ambiente já familiar. Portanto, comece aplicando as técnicas em uma trilha já conhecida ou em um treino já feito antes.