Dicas

Toda boa aventura vai começar em uma mochila bem arrumada e equipada. Quando se trata de trekkings, principalmente com vários dias de duração, conseguir acomodar adequadamente tudo dentro da mochila é o primeiro passo para que a viagem seja bem-sucedida.

Em muitas trilhas longas e travessias é necessário carregar nas costas tudo o que será usado durante a viagem, desde as roupas e alimentos até o fogareiro e abrigo. Então, conseguir organizar tudo adequadamente vai lhe garantir mais praticidade no caminho, equilibrará melhor o peso e também permitirá que você carregue todos os itens essenciais sem grandes problemas. Por isso, nós separamos algumas dicas que vão te ajudar na hora de arrumar a mala:

  1. Planejamento e organização

Assim que decidir os detalhes do seu trekking já comece a pesquisar as condições do clima, quais tipos de alimentos são os mais recomendados, onde estão os pontos de abastecimento, quais são as condições da água, se haverá pontos de apoio, entre outras coisas. Todas essas informações são essenciais para que você saiba o que precisará colocar na mochila. Existem regiões de altitude ou desérticas, por exemplo, que por mais que estejam no verão ou que tenham temperaturas agradáveis durante o dia, podem ser muito frias durante a noite. Nesses locais, é sempre importante ter peças de aquecimento e impermeáveis/corta-ventos na mochila. Se a região não tiver pontos seguros de água potável você também terá que levar um filtro ou tabletes purificadores. Esse são só alguns detalhes para exemplificar a necessidade de conhecer bem o seu roteiro antes de escolher o que colocar na mochila.

trekking_langtang_nepal
Langtang, Nepal. – Foto: Tim Kemple.
  1. Visualização

Com o planejamento feito, faça uma lista e separe todos os itens que devem compor a sua mochila. Coloque tudo disposto lado a lado no chão e confira se está tudo ali. Além de evitar esquecimentos, esse processo de visualização vai te ajudar a escolher a melhor forma de acomodar tudo na mochila. Com este tipo de organização também ficará mais fácil associar os itens aos locais em que foram acomodados, o que evitará uma boa perda de tempo na busca por utensílios na trilha.

  1. Use sacos organizadores

Após visualizar tudo, separe os itens em categorias e acomode-os em sacos organizadores. Com tudo devidamente separado, ficará mais fácil encontrar o que precisa na hora da necessidade.

  1. Os grandes vão primeiro

Os itens mais volumosos devem ser os primeiros a entrar na mala. Sacos de dormir são ótimos para ficarem no fundo da mochila. Eles vão ajudar a amortecer o restante e, mesmo com o volume, são super maleáveis e, normalmente, compressíveis, podendo “abraçar” muitos itens que vêm depois. Se você estiver levando casacos, já os coloque no fundo da mochila junto com o saco de dormir.

Foto: Ian Momsen.
  1. Os pesados ficam no meio

Os itens mais pesados devem ir na sequência. O ideal é que eles fiquem acomodados na área central da mochila, mais perto da região das costas. Esse detalhe faz com que seja mais fácil equilibrar a mochila e, pela proximidade com as costas, evita uma sobrecarga extra.

  1. Acesso rápido

Opte por mochilas com vários bolsos e compartimentos, pois eles vão te ajudar a se organizar e a ter os itens essenciais sempre em fácil acesso. O compartimento superior, por exemplo, pode ser usado para colocar protetor solar, óculos de sol, lanches, gps, kit de primeiros-socorros, entre outras coisas. Em passeios curtos no meio da trilha, se o compartimento for de modelo removível, pode até ser usado como uma pequena bolsa de ataque. Outros itens básicos vão espalhados entre os outros bolsos. Os da barrigueira são perfeitos para acomodar celulares, documentos, canivetes e outras coisas pequenas e que serão usadas durante muitos momentos na viagem.

  1. Pendurar também vale

As telas, cordas elásticas e alças externas são ótimas para garantir mais espaço, use-as com inteligências. Roupas molhadas, calçados, capacetes, sacos de dormir são apenas alguns itens que podem ser perfeitamente acomodados na parte de fora da mochila. Além de ocuparem muito espaço se guardados dentro da mala, usando a opção externa eles ficam fáceis de serem acessados.

  1. Só o necessário

Mais importante do que saber guardar as coisas dentro da mochila é viajar leve. Na hora de organizar os itens que vão na mala lembre-se de carregar apenas o essencial, ninguém quer estragar a viagem por ter que carregar peso demais. Além disso, invista em peças leves, compressíveis e versáteis, que possam ser usadas em mais de uma situação.

trilha_nova_zelandia

Saiba mais:

–> Qual é o peso ideal de uma mochila?

–> Qual mochila usar? – Saiba quais modelos são indicados para a sua aventura

–> 10 itens básicos que não podem faltar na mochila de um trilheiro


Escrito por

Thaís Teisen

Jornalista, formada pela FIAM-FAAM, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Metodista de São Paulo. É apaixonada por esportes, natureza, música e faz parte do time The North Face de Conteúdo Digital.